Jaguar E-Type: é clássico, mas também é

Jaguar E-Type: é clássico, mas também é "zero quilômetro.

A Jaguar Land Rover está se especializando em relançar clássicos do passado. Depois de colocar no mercado um lote de 25 unidades do Land Rover Série 1 restauradas, seguindo à risca as especificações originais, e construir nove exemplares do XKSS, usando chassis da época, a empresa anuncia que chegou a vez do Jaguar E-Type voltar à vida. Ou melhor: renascer, como diz o programa de clássicos da companhia, chamado em inglês de “Reborn” (renascido). A primeira de dez unidades iniciais restauradas do cupê da década de 60 estará em exibição este mês na Techno Classica, tradicional feira de carros antigos realizada em Essen, na Alemanha.

Voltando ao E-Type, todas as unidades serão restauradas a mão, como mandam as diretrizes do programa Reborn, acompanhadas de pesquisa minuciosa de especialistas da Jaguar, para garantir que cada parafuso seja o mesmo usado há 50 anos. Isso inclui acesso a registros e desenhos industriais do modelo. Autenticidade é a palavra de ordem aqui. Lembrando, para quem não conhece, que o E-Type é tão icônico na história da Jaguar que suas linhas esguias e elegantes serviram de inspiração para o atual F-Type, um dos cupês mais bonitos (e chamativos) da atualidade. Tamanho esmero em reviver o E-Type tem, obviamente, um preço: estima-se que cada unidade será vendida por cerca de US$ 360 mil (aproximadamente R$ 1,13 milhão), enquanto um F-Type parte de US$ 61,4 mil nos Estados Unidos e de R$ 450 mil no Brasil.

Fonte: UOL Carros

2017-04-07