Sai o branco e entra o cinza.

Sai o branco e entra o cinza.

Nos últimos anos a cor branca é predominantes nas ruas. Os carros nessa coloração são a maioria e mostra a tendência dessa coloração entre todas outras. Porém, parece que esses dias de dominância estão chegando ao fim. É o que diz a preferência dos europeus. Lá no velho continente, a cor que está ganhando o gosto dos motoristas é a cinza: “O cinza é uma cor com grande potencial inexplorado, que oferece novas maneiras de ser bacana e diferente na era moderna, por isso vem sendo cada vez mais valorizada”, disse Julie Francis, gerente de design de cores e materiais da Ford. E por que uma cor considerada sem vida está ganhando forças? Segundo a especialista em psicologia das cores Karen Haller essa preferência não é apenas estética e envolve o clima do mundo que vivemos: “Quando há um nível de insegurança e incerteza, tendemos a nos retrair e buscar coisas que tragam segurança, por isso o cinza é tão popular”. Já segundo Laurie Pressman, vice-presidente do Pantone Colour Institute o motivo é mais subjetivo: “Pensativo e contemplativo, o cinza é a cor do intelecto. Nós chamamos o cérebro de massa cinzenta, associando essa cor com a busca da verdade, do conhecimento e da sabedoria” Nos últimos anos a cor branca é predominantes nas ruas. Os carros nessa coloração são a maioria e mostra a tendência dessa coloração entre todas outras. Porém, parece que esses dias de dominância estão chegando ao fim. É o que diz a preferência dos europeus. Lá no velho continente, a cor que está ganhando o gosto dos motoristas é a cinza: “O cinza é uma cor com grande potencial inexplorado, que oferece novas maneiras de ser bacana e diferente na era moderna, por isso vem sendo cada vez mais valorizada”, disse Julie Francis, gerente de design de cores e materiais da Ford. E por que uma cor considerada sem vida está ganhando forças? Segundo a especialista em psicologia das cores Karen Haller essa preferência não é apenas estética e envolve o clima do mundo que vivemos: “Quando há um nível de insegurança e incerteza, tendemos a nos retrair e buscar coisas que tragam segurança, por isso o cinza é tão popular”. Já segundo Laurie Pressman, vice-presidente do Pantone Colour Institute o motivo é mais subjetivo: “Pensativo e contemplativo, o cinza é a cor do intelecto. Nós chamamos o cérebro de massa cinzenta, associando essa cor com a busca da verdade, do conhecimento e da sabedoria” Mineirao Skank AVA-min Parece que será cada vez mais impossível ver uma variedade de cores, como a foto tirada do estacionamento do Mineirão em 1965, a qual a coloração dos modelos da época fazem que ela tenha todo o charme, sendo até utilizada pela banda Skank em uma capa de álbum. E você? Sente saudade da diversidade ou curte a predominância de uma cor?

2017-05-02