Geely quer voltar ao Brasil em 2018.

Geely quer voltar ao Brasil em 2018.

O fim do Inovar-Auto será a oportunidade para algumas marcas que saíram do país, retornarem. Esse será o caso da Geely, segundo o site G1. A marca chinesa chegou ao Brasil com a representação do grupo Gandini, tradicional importador da Kia Motors. Após dois anos, vendeu cerca de mil carros e arrumou as malas em 2016. Agora, a ideia da Geely é chegar com produtos de maior valor agregado, utilizando para isso o crossover Emgrand GS e o SUV Emgrand X7Sport. Ambos foram mostrados no Salão de Buenos Aires, mas já estão sendo vendidos por lá desde o fim do ano passado e com preços equivalentes entre R$ 78 mil e R$ 100 mil. Mas, o retorno da Geely ao Brasil ainda é incerto em relação à representação. A marca chinesa fala diretamente sobre a operação brasileira, inclusive citando o Uruguai como possível plataforma de exportação de carros que desembarcaram em CKD. A empresa já tem parceria no país vizinho. Aqui, o grupo Gandini diz que ainda é representante e que espera negociar com o fabricante chinês. Para a empresa brasileira, veículos como os utilitários esportivos têm mais chances de sucesso que os carros baratos, pois apresentam valor agregado. Nos dois casos (Geely e Gandini), o fim do IPI de 30% para importados é fundamental para o retorno da marca.

Fonte: noticiasautomotivas

2017-07-19