Ford Fiesta faz 40 anos com nova geração na Europa, mas Brasil está fora dos planos

Ford Fiesta faz 40 anos com nova geração na Europa, mas Brasil está fora dos planos

‘Este Fiesta é um carro europeu’, diz vice-presidente. Versão ‘nacional’ terá visual remodelado e novo conjunto mecânico.
AFord está comemorando os 40 anos do Fiesta no Salão de Frankfurt. O “presente” é a chegada de uma nova geração, a oitava.
O modelo que foi lançado no Brasil apenas na década de 90, foi criado na Europa duas décadas antes.
Além do longo intervalo de tempo entre o lançamento na Europa e no Brasil, agora os dois mercados passarão a ter diferentes versões do hatch compacto.
Isso porque o carro mostrado em Frankfurt não chegará ao Brasil.
"Temos planos para este segmento no Brasil, para o Fiesta. Mas não vamos vender este modelo”, disse Rogelio Golfarb, vice-presidente da Ford do Brasil.
“Este Fiesta é um carro europeu."
A solução da fabricante para o mercado nacional é uma reestilização da atual geração do Fiesta. Ela chega até o final do ano e já foi flagrada em testes.
A atualização deve inserir algumas das últimas novidades da Ford para o mercado brasileiro, entre elas o motor 1.5 de 3 cilindros e 137 cv e da transmissão automática de 6 marchas - conjunto que apareceu pela primeira vez no EcoSport.
“O nosso Fiesta é altamente competitivo. Temos boas perspectivas para este carro”, completou o executivo.
Enquanto isso, os europeus tem uma geração totalmente nova, com visual mais moderno, acabamento mais caprichado e uma série de novos recursos, como frenagem automática e detecção de pedestres.

Por André Paixão, G1, Frankfurt - o jornalista viajou a convite da Anfavea

2017-09-24