Volkswagen Fox passa a ser vendido em apenas duas versões.

Volkswagen Fox passa a ser vendido em apenas duas versões.

A Volkswagen lança a nova geração do Polo no Brasil na próxima semana e jura que o novo compacto não vai matar o Fox. Contudo, o hatch altinho terá apenas duas versões, inéditas por sinal, a partir de agora. Esqueça as versões Trendline, Track, Comfortline, Highline, Pepper e até mesmo o CrossFox: todos eles foram descontinuados. Restam a partir de agora as versões Connect e Xtreme, partindo de R$ 54.590 e R$ 57.590. As duas versões têm motor 1.6 8V de 104 cv que acompanha o Fox há quase 15 anos. Mas o câmbio automatizado I-Motion é opcional apenas para o Connect e eleva seu preço para R$ 57.990. Assim, apenas Gol, Up! e Polo terão versões com motor 1.0 aspirado. E o motor 1.6 16V MSI de 120 cv (antes presente nos Fox Highline, Cross e Pepper) passa a ser exclusivo do Polo. Aparentemente, o Fox tem um público cativo. São pessoas que gostam da posição de dirigir mais elevada combinada com as dimensões mais compactas. Outros se sentirão atraídos pelo pacote de equipamentos. No visual, detaca-se por faróis com friso cromado, rodas de 15 polegadas, grade em preto brilhante, lanternas escurecidas, maçanetas e retrovisores na cor da carroceria e adesivos laterais com a inscrição “Connect”. Em suma, lembra muito o Fox Run, série especial que foi sucesso de vendas no início deste ano. O Fox Xtreme, por sua vez, reaproveita elementos visuais dos finados CrossFox e Fox Pepper, como o para-choque frontal com faróis de neblina e longo alcance, além das bordas plásticas sem pintura para as caixas de roda e a porção inferior das portas nas laterais. Também entram na conta maçanetas, retrovisores e o o da placa de licença também são sempre pretos, enquanto faróis e lanternas têm máscara negra e as rodas, de 16 polegadas, são diamantadas. A identificação da versão está nas laterais e ao centro da tampa traseira. Além do conteúdo da versão Connect, tem volante multifuncional revestido de couro e a câmera de ré.
Fonte: primeiramarcha

2017-09-26