Volkswagen confirma dois novos crossovers e o Passat GT com motor V6 para os EUA

Volkswagen confirma dois novos crossovers e o Passat GT com motor V6 para os EUA

A Volkswagen confirmou que para o ano de 2018, terá no mercado americano o Passat GT, uma versão de maior performance que utilizará o mesmo motor VR6 3.6 de 280 cv usado no utilitário esportivo Atlas, lembrando que ambos são feitos na mesma fábrica, em Chattanooga, Tennessee.
Mas, além disso, o CEO da Volkswagen of America Hinrich Woebcken confirmou a chegada de dois novos crossovers ao mercado dos EUA em 2019 e 2021. O mais interessante é que um deles terá estilo cupê e provavelmente não será a versão de produção do conceito ID Crozz, o que significa dizer que chegará muito em breve, pois o elétrico está confirmado para 2020.
Então, por volta de 2019, a Volkswagen tem outra carta na manga e essa pode ser mais convencional, representada pela versão de produção do CrossBlue Coupé Concept, que compartilharia a mesma base MQB com o Atlas, servindo como um substituto do Touareg, que definitivamente não voltará ao mercado americano.
Mas, em 2019, a Volkswagen colocará no mercado americano outro utilitário esportivo, que provavelmente será o projeto Tharu, que já recebeu o nome de Tarek. Fontes mexicanas dizem também que o crossover T-Roc também seria feito em Puebla, embora a VW oficialmente tenha dito em Frankfurt que o modelo seria direcionado para Europa e China. A data de 2021 coincide com a produção na Argentina.
Para a realidade americana, onde os custos têm de ser enxutos para que o preço seja competitivo, ainda mais no segmento de entrada dos SUVs, o Volkswagen Tarek parece ser a melhor opção, não só por conta de seu projeto para mercados emergentes e também para a China, mas por conta do espaço maior e porta-malas, mais generoso. O utilitário esportivo estaria sendo desenvolvido com base no Skoda Karoq, que tem 4,38 m de comprimento e 2,63 m de entre-eixos.
Essa proposta de SUV compacto não teria problemas de tamanho e proposta para ser oferecido nos EUA e nem mesmo no Brasil, visto que o Tiguan Allspace mede 4,70 m de comprimento e tem 2,79 m de entre-eixos, além de poder levar até sete passageiros. Mas, diferentemente dos EUA, nós teremos por aqui também o T-Cross, que será menor que o Tarek, feito na Argentina. Para o mercado americano, o modelo deverá ser feito em Puebla, visando também outros mercados da região.
Quanto ao crossover ID Crozz de produção, este deve chegar com autonomia em torno de 500 km no ciclo EPA, bem como opção de melhor performance nos anos seguintes. A proposta também terá um preço altamente competitivo para brigar com um dos novos SUVs elétricos da General Motors, assim como o Model E da Ford e o Model Y da Tesla.
Para fechar o pacote, dois sedãs mais imediatos surgirão já a partir de 2018, sendo eles a nova geração do Jetta, que será apresentada com a pompa necessária em Detroit e depois o Arteon, que ficará naturalmente acima do Passat americano, cuja próxima geração ficará entre 2019 e 2021. Será mais um carro de imagem para a VW, visto que será o sedã feito em Puebla, o modelo de massa.

Fonte: noticiasautomotivas
Fonte:

2017-12-21