Volkswagen Arteon R deve chegar ao mercado europeu com 400 cv

Volkswagen Arteon R deve chegar ao mercado europeu com 400 cv

A Volkswagen já está trabalhando no Arteon R. O fastback da marca alem㠖 feito sobre a plataforma MQB – em breve terá sua versão de alta performance para poder peitar o sul-coreano Kia Stinger, que não vai dar mole para o europeu. Comenta-se que a montadora já estaria testando o modelo, mas não com o propulsor de cinco cilindros 2.5 TSI emprestado da Audi, que estará a bordo do Tiguan R.
Este propulsor alcança 405 cv e com isso tudo, o Volkswagen Arteon R poderia ser muito rápido, a fim de impedir qualquer resposta do rival da Kia ou de outros esportivos. Com um torque de 48,7 kgfm entre 1.750 rpm e 5.000 rpm, esse propulsor do Audi TT-RS daria ao Volkswagen Arteon R o poder de fazer de 0 a 100 km/h em 4 segundos ou até menos. O cupê de luxo o faz em 3,7 segundos, mas é menor e mais leve do que se espera do fastback esportivo.
Porém, de acordo com o site Car Throttle, o que se esconderá sob o capô do Volkswagen Arteon R será algo diferente e nesse caso se trata do clássico VR6, mas não com 3.6 litros, como o usado pelo Atlas nos EUA ou mesmo pelo Touareg V6, mas com 3.0 litros e turbinado. O VR6 3.0 TSI deve alcançar os mesmos 405 cv, embora a Volkswagen tenha confirmado que um protótipo roda com 416 cv.
Martin Hube, porta-voz de produto da Volkswagen diz: “Estou totalmente convencido de que esta combinação é extremamente agradável. Combinamos isso com a última versão do Haldex [sistema de tração nas quatro rodas], onde você pode provocar um pouco de sobresterço. Este é um carro verdadeiramente ágil e poderoso “. Ou seja, o recado para o Kia Stinger está dado.
No entanto, a indicação de Hube pode indicar mais de 50% de força nas rodas traseiras, mas bem que poderia o sistema da Haldex entregar no fastback algo próximo de 100%, o que seria sem dúvida genial. Mesmo se fosse com o cinco em linha 2.5 TFSI, para manter tudo sob ordem no Volkswagen Arteon R, o câmbio deverá ser de dupla embreagem com sete marchas (DSG).
Por ora, a Volkswagen parece não querer explorar mais o EA888 2.0 TSI, que chegou a ter 420 cv em protótipos, apostando em motores maiores que trabalham mais distantes de seus limites. Mas por que o VR6 no lugar do 2.5 TFSI? O motivo estaria relacionado com o peso, visto que o Volkswagen Arteon R precisará de melhor distribuição de peso se quiser realmente fazer a diferença. Por ora, o modelo é oferecido com até 280 cv no motor 2.0 TSI, o que poderia ainda render até 310 cv numa eventual versão GTS ou, uma vez no mercado americano, surgir com motor VR6 3.6 de 280 cv, o mesmo do futuro Passat GT.

Fonte: noticiasautomotivas

2017-12-30