De acordo com a Volkswagen, Polo GTI Performance é possível

De acordo com a Volkswagen, Polo GTI Performance é possível

Karsten Schebsdat é o engenheiro responsável pelo desenvolvimento de plataformas e chassis da Volkswagen e está ligado diretamente ao projeto da MQB A0, que deu forma ao atual Polo 2018. Como se sabe, o hatch alemão já iniciou as vendas no mercado europeu, assim como no Brasil, mas uma diferença importante existe entre as duas variantes, o esportivo GTI, reservado apenas ao mercado europeu.
Nem bem chegou e o Volkswagen Polo GTI 2018 já está provocando algumas reações no fabricante alemão. De acordo com Schebsdat, é possível que o esportivo compacto não seja a versão topo de linha por muito tempo. O engenheiro disse à revista inglesa Autocar que uma opção ainda mais potente pode surgir.
Segundo Karsten Schebsdat, o Volkswagen Polo GTI 2018 é um carro muito estável em alta velocidade e ele apresenta “muito mais capacidade”. Ou seja, o alemão estaria se referindo à introdução de mais cavalos sobre o atual modelo, que tem motor EA888 2.0 TSI de 200 cv e câmbio de dupla embreagem com seis marchas, além de uma opção manual.
Com que o Volkswagen Polo GTI 2018 tem atualmente, ele consegue ir de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e alcançar 237 km/h, isso com DSG. Apesar de a declaração parecer indicar um lançamento breve, a VW deve focar atualmente na chegada do esportivo atual aos consumidores europeus. O que pode acontecer é a chegada de um GTI Performance para perto de 2020 ou além.
Obviamente a Volkswagen tem a opção necessária para fazer um Polo GTI Performance surgir sem muitos problemas, especialmente com a versão de 230 cv do EA888, que equipa o Golf GTI 2018 na Europa e também em breve o Novo Jetta GLi 2019 nos EUA. Os cavalos extras renderiam números melhores. Basta lembrar que ele não estaria sozinho no cenário europeu, visto que alguns concorrentes já alcançaram e até ultrapassaram essa potência.
E por aqui? Infelizmente não deveremos ter o Volkswagen Polo GTI 2018, mas uma alternativa local já estaria em desenvolvimento. Nesse caso, já divulgado pela montadora durante um evento na Argentina. Trata-se do Polo GTS. A sigla, que se tornou famosa por aqui nos anos 80 com Passat e Gol, voltará ao portfólio da marca até 2020.
Por ora, não se sabe como este Volkswagen Polo GTS – e seu irmão Virtus GTS – será equipado. A aposta maior é no uso do motor EA211 1.4 TSI com 150 cv e câmbio Tiptronic de seis marchas, podendo até satisfazer os puristas com uma opção manual. Outra possibilidade, esta de custo menor, seria manter o motor 1.0 TSI de até 128 cv, mas apenas com transmissão manual de seis marchas, devidamente encurtada para entregar um desempenho mais esportivo. Essa opção não excluiria um GTI nacional no futuro, este sim com 150 cv.
Fonte: noticiasautomotivas 

2018-01-07