Pequeno mas crossover, Hyundai Kona chega aos EUA a partir de US$ 19.500

Pequeno mas crossover, Hyundai Kona chega aos EUA a partir de US$ 19.500

Ele mede apenas 4,16 m de comprimento e tem 2,60 m de entre-eixos. Mesmo assim, pequeno para os padrões americanos, o Hyundai Kona já está no disputado e desejado mercado dos EUA. Com preços a partir de US$ 19.500, o crossover é mais um que surfa na onda dos SUVs naquele país, o que acabou se convertendo em uma verdadeira febre do ouro.
Importado da Coreia do Sul, o Hyundai Kona é menor que o Creta, mas com seu design chamativo e jovial, pretende conquistar os jovens americanos, mas sem deixar de lado o que o consumidor local gosta, motores grandes. Por conta disso, o crossover chega à “América” com duas opções.
A primeira é o motor Nu 2.0 de 150 cv, equipado unicamente com transmissão automática de seis marchas. Essa motorização pode ser adquirida com tração dianteira ou nas quatro rodas, sendo oferecida nas versões SE, SEL e SEL biton. Para quem quer mais performance e economia, o Hyundai Kona está sendo disponibilizado com motor Gamma 1.6 T-GDI de 177 cv, o mesmo usado pelo Hyundai New Tucson Turbo no Brasil.
Com ele, o crossover dispõe de caixa automatizada de dupla embreagem com sete marchas. Apenas as versões Limited e Ultimate possuem esse conjunto motriz, que pode ter tração dianteira ou integral. Outra novidade do Hyundai Kona é a multimídia com tela de oito polegadas e sistemas Google Android Auto, Apple Car Play e MirrorLink. HD Radio, rádio-satélite SiriusXM e BlueLink LTE estão disponíveis.
Há também sistema de recarga indutiva para smartphones e espelhamento com reprodução no HUD. O Hyundai Kona dispõe igualmente de alerta de colisão, controle de cruzeiro adaptativo, alerta de invasão de faixa e ponto cego, alerta de tráfego traseiro, entre outros. Com vendas a partir de março, a Hyundai espera ampliar as vendas de utilitários esportivos e assim reverter a queda nas vendas dentro do mercado americano.
Embora seja uma proposta tentadora para o mercado brasileiro, o Hyundai Kona deve ficar de fora do cenário nacional por conta do Creta, que é o SUV compacto escolhido para atuar aqui, na Rússia e na Índia. Falando dessa última, o crossover deverá ser montado em CKD naquele país, mas em versão elétrica, que já está sendo comercializada na Coreia do Sul. A autonomia do modelo chega a 390 km e com isso, a Hyundai crava seu primeiro marco no país, sendo um dos primeiros fabricantes a entrar nesse segmento, que deverá dominar o mercado local em 2030.
Fonte: noticiasautomotivas 

2018-02-02