Volkswagen revela imagens e detalhes do ID Vizzion em Genebra

Volkswagen revela imagens e detalhes do ID Vizzion em Genebra

A Volkswagen revelou oficialmente em Genebra o conceito ID Vizzion, sua proposta de sedã de luxo com condução autônoma plena. Essa nova visão de carro elétrico para a próxima década impacta não só visualmente, mas também em termos conceituais, pois adota automação de Nível 5, o mais elevado, retirando do carro os itens mais básicos: direção e pedais.
Com quatro lugares, o Volkswagen ID Vizzion provê toda a condução necessária para levar os passageiros em segurança de um ponto a outro, o que assusta bastante, visto que se trata de um sistema totalmente independente do homem. Se a ideia parece tão futurista, para a VW em parte não é, visto que o objetivo é tornar o carro um produto final em 2022, servindo como um substituto para o Phaeton.
Bom, pelo menos até lá o Volkswagen ID Vizzion pretende ser menos radical na proposta, uma vez que a montadora reconheceu que tal nível de automação deverá ser realidade até 2030. Então, inicialmente, o sucessor do Phaeton será um carro elétrico como qualquer outro, provavelmente com condução autônoma de Nível 4, como é a proposta da VW para a linha ID.
Bonito fastback, o Volkswagen ID Vizzion usa e abusa de elementos estéticos já empregados no conceito ID Crozz, que será um futuro SUV elétrico. Apesar das linhas não o apresentarem como tal, o conceito é bem grande, medindo 5,16 m de comprimento, 1,94 m de largura, 1,50 m de altura e 3,09 m de entre-eixos. Ou seja, é de fato um sedã topo de linha.
Cheio de LEDs no exterior, incluindo o logotipo VW e faróis Matrix, o Volkswagen ID Vizzion apresenta rodas bem aerodinâmicas e portas traseiras com abertura invertida, excluindo as colunas B e criando um grande vão de acesso ao interior, que é bem espaçoso. Um console fixo entre os bancos dianteiros se prolonga para a parte traseira, que tem um apoio de braço entre os assentos. Um comando nesse console dianteiro permite que os ocupantes possam parar o veículo se necessário, vital em uma emergência, por exemplo.
Não há nem multimídia no painel, já que tudo é controlado por gestos e voz, mas há projeções holográficas em realidade aumentada (Hololens) funcionando como entretenimento para os passageiros. Um assistente virtual mantém os ocupantes informados sobre destino e horário de chegada, além de informações sobre o que se passa durante a condução.
Existem três modos de viagem do Volkswagen ID Vizzion, sendo elas Relax, Family e Active. Ou seja, cada uma focada em um nível de conforto e interação diferente com os passageiros. O Relax muda a luz ambiente, escolhe uma música relaxante, projeta apoios de pé e reclinação específica.
No Active, permite aos usuários (em um futuro compartilhado) interagir mais com o carro, ouvir músicas mais animadas ou mesmo manter um ambiente mais tranquilo para o trabalho. No Family, a VW não detalha, mas pode estar relacionada com o tipo de entretenimento a bordo, talvez com iluminação mais apropriada para tornar o ambiente alegre.
Feito sobre a plataforma modular MEB, o Volkswagen ID Vizzion é mais realista por baixo, onde esconde potentes baterias de lítio de 111 kWh, suficientes para prover autonomia de 664 km. O conceito tem dois motores elétricos, sendo dianteiro com 102 cv e o traseiro com 204 cv, totalizando 306 cv. Isso é suficiente para o veículo ir de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos e ter máxima (limitada) de 180 km/h.
Fonte: noticiasautomotivas

2018-03-10