Ford Fusion vai virar uma perua aventureira

Ford Fusion vai virar uma perua aventureira

A Ford deverá continuar usando o nome Fusion mesmo após o fim da produção do sedã. O Fusion que conhecemos deverá sair de cena em 2021 e dar lugar a uma perua aventureira, nos moldes da Subaru Outback.

De acordo com a agência Automotive News, a manutenção do nome é em parte pedido dos concessionários norte-americanos. Como os lojistas não parecem muito convencidos com a decisão da marca de tirar de linha todos os seus carros de passeio, ao menos eles terão um nome familiar para oferecer ao clientes. A partir de 2021, a Ford só venderá SUVs e o Mustang nos Estados Unidos.

A mira da Ford americana na Outback é compreensível. O modelo vem crescendo nas vendas por lá e é o Subaru mais vendido no país com mais de 90 mil carros entregues apenas em 2018.

O Fusion sedã até recebeu atualizações para a linha 2019 por lá. O modelo ganhou visual levemente retocado na dianteira e mais equipamentos de segurança. Frenagem automática com detecção de pedestres, monitores de faixa de rolamento e pontos cegos e câmera de ré passaram a equipar todas as versões do Fusion.

Fusion já teve outras ‘vidas’
Não é a primeira vez que a Ford “reencarna” o Fusion. O nome foi usado pela primeira vez na Europa em 2002 num monovolume derivado do Fiesta. Com muitas semelhanças com a primeira geração do EcoSport, o modelo foi vendido até 2012, quando foi substituído pelo B-Max.

Fonte: Jornal do Carro Estadão

2018-07-17