GT-R quer ser o carro mais rápido do mundo

GT-R quer ser o carro mais rápido do mundo

A revista inglesa Autocar conversou com o chefe de design da Nissan, Alfonso Albaisa, sobre a próxima geração do GT-R. A afirmação do executivo que mais chamou a atenção durante o bate-papo não foi sobre o futuro desenho do “Godzilla”, e sim sobre seu desempenho.

De acordo com Albaisa, a nova geração do Nissan GT-R será o carro homologado para as ruas mais rápido do mundo. Esse é o grande objetivo da montadora japonesa.

Por isso, o novo “Godzilla” nem começou a ser desenhado pelo time de Albaisa. Isso porque, antes de trabalhar nas linhas do GT-R, o motor do supercarro tem de ser definido.

Possibilidades para o novo GT-R
O GT-R poderá usar um motor elétrico para aprimorar sua potência. Diversos superesportivos do mercado já têm essa solução.

Entre eles, há a LaFerrari, o Porsche 918 Spyder e o McLaren P1. De acordo com a imprensa internacional, esse motor elétrico pode ser combinado a um propulsor V6 a combustão.

Com a combinação de motores, o novo GT-R pode se aproximar dos 1.000 cv.

Outro parâmetro importante no desenvolvimento da nova geração, segundo Albaisa, é a redução de peso. O modelo deverá passar por uma profunda dieta, em relação ao atual.

O carro trará também tração nas quatro rodas, de acordo com fontes.

Série especial
A data de lançamento da nova geração, no entanto, não foi definida.

Antes disso, a marca deverá lançar uma série especial de 50 unidades, inspirada em um protótipo mostrado no Festival de Velocidade de Goodwood, na Inglaterra, que termina amanhã.

Trata-se do GT-R 50 by Italdesign, feito em parceria com o estúdio italiano de design. O modelo foi criado para celebrar os 50 anos do “Godzilla”.

O carro tem 720 cv, 120 cv a mais que a versão mais potente do superesportivo, a Nismo.

O preço estimado é de 900 mil euros, que equivalem a mais de R$ 4 milhões.

Fonte: Jornal do Carro

2018-07-25