Pininfarina Battista: hiperesportivo tem 1.900 cv em Genebra.

Pininfarina Battista: hiperesportivo tem 1.900 cv em Genebra.

Uma das maiores atrações do Salão de Genebra – já considerado a sensação do evento por alguns meios de comunicação – o hiperesportivo Pininfarina Battista surge com a pretensão de ser o mais poderoso carro de produção a ser colocado no mercado mundial a partir de 2020. Um dos primeiros produtos da Automobili Pininfarina, nova marca oriunda do conceituado estúdio italiano, agora sob controle da indiana Mahindra, o Battista impressiona tanto pelo design extremamente agressivo quanto pelo conjunto poderoso que se esconde sob a carroceria. Totalmente elétrico, o Pininfarina Battista tem quatro motores que totalizam nada menos que 1.900 cavalos e 233,68 kgfm, um torque tão descomunal, que é comparado com o de um caminhão extrapesado de mais de 400 cavalos, por exemplo. Com tudo isso, o bólido italiano “voa” de 0 a 100 km/h em menos de 2 segundos e alcança 300 km/h em 12 segundos. A velocidade máxima é de 350 km/h. Para não ficar na estrada, o Pininfarina Battista utiliza baterias de lítio de 120 kWh em forma de “T” no assoalho e desenvolvidas em parceria com a Rimac, aquela do Concept One. A autonomia é de 450 km, o que não é muito para diversão, já que quanto mais rápido se anda, menor tempo a carga durará. O Pininfarina Battista é feito em fibra de carbono com subchassis construídos também com alumínio. A estrutura é o mais leve possível para conter o peso das baterias. No entanto, a aerodinâmica é que foi o foco das atenções da Automobili Pininfarina, introduzindo no Battista uma asa traseira ativa, assim como defletores de ar passivos ao longo da carroceria. O hiperesportivo também conta com suspensão adaptativa com rebaixamento em altas velocidades, além de vetoração de torque em curvas e freios com pinças de seis pistões. O Pininfarina Battista tem rodas de alumínio anodizado de aro 21 polegadas com pneus Pirelli P Zero, assim como interior totalmente personalizado que, segundo a empresa, possui configurações “quase infinitas”.
Fonte: noticiasautomotivas

2019-03-11