Na linha 2020, Chevrolet Cobalt fica mais caro e parte de R$ 68.490.

Na linha 2020, Chevrolet Cobalt fica mais caro e parte de R$ 68.490.

O Chevrolet Cobalt 2020 chegou sem novidades. O sedã compacto “grande” da General Motors ficou mais caro nas duas versões que ainda possui no mercado nacional, sendo elas a LTZ por R$ 68.490 ante R$ 67.990, alta de R$ 500, bem como a Elite, que tem preço sugerido de R$ 79.190 ante R$ 78.590 anteriores, uma diferença de R$ 600.

O Cobalt continua a manter sua oferta com o propulsor SPE/4 1.8 8V de 106 cavalos de potência com gasolina e 111 cavalos quando abastecido com etanol. Nesse último caso, o propulsor entrega 17,7 kgfm a 2.600 rpm, tendo opção de câmbio manual de seis velocidades na versão LTZ e automático de seis marchas de série na Elite. A primeira opção também tem este tipo de câmbio como opcional.

Com bom espaço interno em seus 4,47 m de comprimento, o Chevrolet Cobalt 2020 tem o maior porta-malas da categoria com 563 litros, bem como conteúdo adequado para sua proposta, o que inclui ar condicionado, direção assistida, vidros e travas elétricos, retrovisores com ajustes elétricos e faróis de neblina.

Além disso, o Chevrolet Cobalt 2020 dispõe também de multimídia MyLink com Google Android Auto, Apple Car Play e câmera de ré, assim como sistema OnStar. Com bancos em tecido ou couro, o sedã também oferece airbag duplo,. freios com ABS e EDB, sensor de estacionamento, sensores de chuva e crepuscular, rodas de liga leve aro 15 polegadas, alarme, entre outros.

De janeiro a abril, o modelo emplacou 4.823 unidades, sendo o quarto mais vendido em sua categoria de sedã compacto de tamanho maior, perdendo para VW Virtus, Toyota Yaris Sedan e Honda City.

Com a chegada do Onix Sedan, a GM pretende manter o Cobalt como um sedã focado em clientes PCD e frotistas, além de taxistas e serviços de aplicativo. Podemos assim esperar por uma versão Advantage 1.8 automático por menos de R$ 70.000.
Fonte: noticiasautomotivas

2019-06-08