Audi S8 2020 agora é micro-híbrido de 48V e tem 571 cavalos na Europa.

Audi S8 2020 agora é micro-híbrido de 48V e tem 571 cavalos na Europa.

O Audi S8 2020 chega ao mercado europeu com nova cavalaria e sistema micro-híbrido de 48 volts para reduzir o consumo e emissão, tendo um V8 4.0 TFSI com 571 cavalos e 81,3 kgfm. Com a nova tecnologia, esse motorzão pode poupar 0,8 litro de gasolina a cada 100 km.

Equipado com transmissão automática de oito velocidades Tiptronic e sistema de tração nas quatro rodas Quattro, o Audi S8 2020 tem velocidade final limitada em 250 km/h, mas seu tempo de 0 a 100 km/h não foi divulgado pela marca de luxo alemã.

Além da motorização com sistema MHEV, o Audi S8 2020 estreia uma nova suspensão pneumática, que agora é preditiva e permite ao gerenciamento eletrônico do conjunto, intervir de forma individual em cada amortecedor, ajustando a altura do carro e resposta de cada batente de acordo com as condições da estrada e do percurso que está fazendo, já que é ligada ao GPS.

Também permite que o Audi S8 2020 amenize a tendência de inclinação nas curvas com nivelamento da suspensão, ajudada ainda pelo eixo traseiro direcional, que faz o enorme sedã de luxo ficar mais dentro das curvas. Nos freios, o esportivo de alta classe vem com discos de aço, mas pode-se adicionar peças de carbono-cerâmica com 420 mm na frente e 370 mm atrás.

Com novas rodas de liga leve aro 21 polegadas, o Audi S8 2020 também chega com mudanças no visual com grade modificada e para-choques mais agressivos, adicionado entradas de ar maiores. O escape traseiro tem quatro bocas cromadas.

Por dentro, o ambiente do Audi S8 2020 continua sofisticado e muito luxuoso, tendo painel com cluster digital de 12,3 polegadas e duas telas extras para multimídia e climatização, empregando ainda diversos itens de conforto e segurança, incluindo bancos esportivos com revestimento em couro premium trançado.

Existe ainda a opção de personalização através de pacotes da Audi Exclusive. O modelo será vendido na Europa, Oriente Médio, EUA, Sudeste Asiático e Coreia do Sul.
Fonte: noticiasautomotivas

2019-07-04