Nissan interrompe venda do Qashqai na Coreia do Sul por causa de emissões

Nissan interrompe venda do Qashqai na Coreia do Sul por causa de emissões

A Nissan interrompeu as vendas do crossover Qashqai no mercado sul-coreano. O motivo é a questão das emissões de poluentes, pois descobriu-se que o sistema de gestão de emissão pode alterar os dados, mas de forma diferente da Volkswagen. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente da Coreia do Sul, o sistema de controle de emissões do motor diesel Euro 6 do Nissan Qashqai, se desliga quando o motor atinge a temperatura de 35°C ou cerca de 30 minutos após o funcionamento. O ministério diz que normalmente os sistemas desligam ao atingir 50°C de funcionamento, a fim de evitar um superaquecimento. O software não teria sido desenvolvido pela Nissan, mas um recall poderá ser necessário para corrigir o problema. Nesse caso, o desligamento antecipado aumenta os níveis de emissão de NOx. O óxido de azoto se tornou um problema para os fabricantes de veículos que utilizam motores diesel. No caso da Nissan, acreditava-se há algumas semanas que o problema estaria relacionado apenas com os modelos mais antigos, mas descobriu-se que a versão mais atual excede os limites. A Nissan disse que está trabalhando para resolver a questão. A Volkswagen deliberadamente utilizou um software que desligava suas funções durante a condução, emitindo até 40 vezes mais o óxido de nitrogênio. A Opel também está sendo acusada de exceder os limites. Fiat, Renault, Mercedes-Benz e até BMW já sofreram algum tipo de acusação ou suspeita de irregularidade nesse sentido.
Fonte: noticiasautomotivas

2016-06-08