Renovado, museu da Lamborghini volta a receber o público na Itália.

Renovado, museu da Lamborghini volta a receber o público na Itália.

Inaugurado em 2001, o museu da Lamborghini em Sant’Agata Bolognese, na Itália, acaba de ser renovado. O local adotou um novo layout, com paredes com novas pinturas, além de novos elementos multimídia: logo na entrada, os visitantes são recebidos pelo som do escape dos superesportivos Huracan e Aventador. Entre os destaques do museu da montadora italiana está o 350 GT, o primeiro automóvel lançado pela marca, em 1963. Há ainda uma exposição tecnológica com os motores de diversos modelos e alguns dos maiores avanços da empresa, como o Diablo VT com tração integral, o conceito P140 construído em alumínio, o Sesto Elemento em fibra de carbono e o híbrido Asterion. Os visitantes podem conferir ainda alguns projetos de SUV da Lamborghini, como o LM002 “Rambo Lambo”, que divide espaço com o com o Urus conceitual (que vai chegar à linha de produção em 2018). Uma grande parte do local é dedicada ao Miura, que está celebrando neste ano seu 50º aniversário, com direito a um display central com o protótipo roadster (o único produzido) e um chassi do carro. Há ainda toda a linha de modelos da Lamborghini, do 400 GT ao Aventador. O local ostenta também uma mostra dedicada às corridas, com dois carros de F1 a partir do início de 1990, um Diablo GTR e versões do Gallardo e Huracan para o Super Trofeo, além de uma série de exposições interativas, volante dos últimos modelos para proporcionar aos visitantes a sensação de pilotar um carro de corrida e um pódio para tirar uma foto com a bandeira do seu próprio país. O museu ocupa o mesmo terreno da fábrica da Lamborghini e conta com dois andares. Os ingressos tem preços de até 15 euros.
Fonte: noticiasautomotivas

2016-06-15