Chevrolet lança programa de compartilhamento de carros no Brasil

Chevrolet lança programa de compartilhamento de carros no Brasil

Fabricantes de automóveis estão iniciando uma movimentação no sentido de se tornarem também empresas com soluções de mobilidade. A GM anunciou a chegada ao Brasil do Maven, um serviço de compartilhamento de carros próprio marca. O país será o primeiro a receber o programa fora dos Estados Unidos.
Por lá, o Maven foi criado em janeiro, e desde então, está em vigor nas cidades de Ann Arbor (próxima a Detroit, sede da GM), Nova York, Chicado e Washington.
No Brasil, o serviço já é testado por funcionários na fábrica em São Caetano do Sul (SP) desde março e deve ser lançado para o público em geral ainda neste ano.
A plataforma tem algumas semelhanças com um serviço de aluguel de veículos, mas se diferencia por ter a possibilidade de ter o carro por algumas horas apenas. Os veículos ficam estacionados em vagas atribuídas, dentro e fora da fábrica.
Como funciona?
A fase de testes para os funcionários de São Caetano é um bom exemplo para ilustrar o funcionamento do Maven. Estão disponíveis sete unidades do Chevrolet Cruze, todos equipados com o sistema OnStar, peça essencial para a existência do Maven.
A reserva do veículo é feita por meio de um aplicativo de celular. O motorista escolhe horário de retirada e de devolução do automóvel, e a partir do horário reservado, pode destravar o veículo no próprio programa.
Essa função é feita graças a integração com o assistente pessoal OnStar. A chave fica sempre dentro do carro, e não é necessário nenhum contato com atendentes para a liberação ou entrega do carro. A devolução é feita no mesmo local da retirada.
Quando chega?
A previsão da Chevrolet é lançar o Maven para os brasileiros ainda neste ano, porém, em ambiente controlado. A marca escolheu um condomínio em São Paulo, e irá disponibilizar 10 veículos, de acordo com o gosto dos moradores.
“O primeiro pedido foi um tanto inusitado, de uma S10 cabine simples, já que muita gente precisa de um veículo para carregar as coisas. Então, vamos atender”, afirmou Russell. Os outros nove modelos devem ser variados.
A Chevroelt também diz que está negociando com a prefeitura de uma cidade para que o Maven entre em operação. Porém, a marca não informou o município nem deu prazo para implantação.
Fonte: Auto Esporte

2016-07-23