Hyundai i30 2017 é revelado com motores turbo e câmbio de dupla embreagem

Hyundai i30 2017 é revelado com motores turbo e câmbio de dupla embreagem

A terceira geração do Hyundai i30 acaba de ser revelada. O novo hatch médio foi totalmente renovado, sendo concebido, desenvolvido, testado e fabricado na Europa, para acirrar a briga com os demais modelos da categoria no velho-continente (leia-se Ford Focus, Renault Megane, Opel Astra e Volkswagen Golf). A novidade será atração da montadora sul-coreana no Salão de Paris, que acontece em outubro.

O design do novo i30, assinado por Peter Schreyer (a Kia e a Hyundai fazem parte do mesmo grupo), se alinha com a identidade visual dos carros mais recentes da Hyundai. A dianteira do modelo é marcada pela grade hexagonal com moldura em alumínio e também pelos faróis angulosos, além do para-choque com formato agressivo. Há ainda vincos marcantes nas laterais, linha de cintura elevada e lanternas horizontais que invadem a tampa do porta-malas.

Por dentro, de acordo com a fabricante, o hatch ficou mais refinado e traz ainda novos equipamentos, como o sistema multimídia com tela sensível ao toque de oito polegadas e recursos de comunicação, navegação e conectividade, o que inclui o Apple CarPlay e Android Auto. Há também itens como sistema de som premium, volante multifuncional com aquecimento, câmera de ré e teto solar panorâmico.

A lista de equipamentos inclui ainda alerta de tráfego traseiro, controle de cruzeiro inteligente, alerta de colisão frontal, monitoramento de ponto cego, aviso de saída de faixa, farol alto automático, limitador de velocidade, sistema de frenagem de emergência, alerta de fadiga, entre outros.

O Hyundai i30 também está maior. São 4.340 mm de comprimento (40 mm a mais), 1.795 mm de largura (15 mm a mais) e 1.455 mm de altura (15 mm a menos), com distância de entre-eixos de 2.650 mm. No porta-malas, há capacidade para 395 litros, podendo chegar a 1.301 l com os bancos traseiros rebatidos. O carro recebeu ainda novos aços de alta resistência (ocupando 56% da carroceria) reduzindo seu peso em 28 quilos, chegando a 1.316 kg, e aumentando a rigidez do chassi em 22%.

Entre os motores, o destaque vai para o 1.4 litro T-GDI (turbo com injeção direta) a gasolina, que consegue entregar 140 cavalos de potência e 24,7 kgfm, que trabalha em conjunto com uma transmissão manual de seis marchas ou automatizada de sete velocidades e dupla embreagem, capaz de ir de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e atingir velocidade máxima de 210 km/h. Há também o 1.0 T-GDI, com 120 cv e 17,3 kgfm e o 1.4 litro aspirado de 100 cv e 13,6 kgfm, ambos com câmbio manual.

Do lado das unidades a diesel, a lista inclui um 1.6 litro de 95 cv e 28,5 kgfm, 110 cv e 28,5 kgfm e 136 cv e 30,6 kgfm, todos com opção de transmissão automatizada.

Fonte: Primeira Marcha

2016-09-08