Porsche acredita que ainda pode vender estoque de Cayenne diesel nos EUA.

Porsche acredita que ainda pode vender estoque de Cayenne diesel nos EUA.

Por conta do Dieselgate, a Porsche tem um problema enorme nas mãos. Entre 1,3 mil e 1,5 mil unidades do Cayenne Diesel estão parados nos estoques dos concessionários americanos esperando uma solução para o problema de emissão no motor V6 3.0 TDI. Cerca de 85 mil carros da Volkswagen, Audi e também da Porsche estão envolvidos no processo de emissão excessiva de NOx, antes não detectada por conta do software que adulterava os dados de emissão. Diferentemente do EA189 2.0 TDI, usado pela VW e Audi nos carros de passeio, que gerou uma recompra de 475 mil unidades com custo de US$ 15,3 bilhões em compensações, o V6 3.0 TDI ainda espera uma solução definitiva. De acordo com a Porsche, essas unidades novas deverão ser vendidas por um preço “correto”. No entanto, se a solução sair, deverão ser vendidos como usados e com grande depreciação por causa do escândalo. Pelo menos, quem comprar, terá um carro 0 km ou com pouquíssimas milhas no hodômetro. A filial da Porsche nos EUA acredita que há clientes para o Cayenne Diesel e que o volume estocado será vendido prontamente. Mas, novamente, isso poderá ocorrer somente com a solução, que também será aplicada aos quase 10 mil utilitários esportivos da marca em circulação. Se não houver uma saída para a descontaminação do V6 3.0 TDI, a Porsche terá de recomprar toda a frota de Cayenne Diesel que está nas ruas e indenizar seus donos. Estes veículos, assim como os estocados, deverão ser reciclados. O prejuízo será de bilhões de dólares.
Fonte: noticiasautomotivas

2016-12-04